internet

Escrita

Tenho reparado que a busca por redatores, até em sites de emprego é muito maior do que a busca por revisores.

Eu me inscrevi em um curso voltado para quem quer aprimorar as técnicas de escrita. Achei perfeito para mim.
Eu estava lembrando que escrevo diários desde os meus 10 anos de idade. Isso deve valer de alguma coisa.
Me lembrei disso outro dia.

Aliás o meu primeiro diário eu não sei onde está, mas lembro da capa, quem deu e uma das coisas que escrevi.
Aparentemente foi para isso que comecei a escrever, para não esquecer.

São coisas engraçadas de lembrar. A partir dos 11 anos e até recentemente eu escrevia muitos desabafos. Depois comecei a escrever por aqui, mas nunca achei que duraria tanto tempo. São mais de 11 anos por aqui, se não me engano. Então eu acho que posso até dizer que tenho certa experiência.

Uma vez me perguntaram por que eu não escrevia um livro sobre as lembranças da infância e outras peripécias que aprontávamos. Aí eu me pergunto, quem leria.

Foram tantas coisas divertidas nesse tempo todo. Eu até me propus a transcrever aqui algumas coisas aleatórias dos meus diários. Acho que fiz umas poucas vezes.

Se não me engano até um roteiro de “filme” escrevi na época da escola e foi filmado, fizemos até os comerciais. Pensa! Numa época que não tinha youtube ou celular! Vou contar mais sobre isso pois até tinha me esquecido!!

Retomarei em breve.

giphy

Aliengirl sincera

Fala a verdade! Você já ouviu estas perguntas em entrevistas de emprego e a sua vontade é de responder com sinceridade.

Então aí vai:

1. Por que devemos contratá-lo? Porque eu preciso pagar contas!!

2. O que você considera como suas fraquezas? Gostar de novela mexicana conta?

3. Onde você se vê daqui a cinco anos? Se eu for contratada, me vejo trabalhando e pagando mais contas, viajando e indo ao cinema. Se não mendigando na sua porta ou morta, talvez, quem sabe…

Coisa chata viu!

Sexta-feira recebi um email bem animador de uma empresa que eu estava participando de um processo seletivo. Aparentemente eu fui selecionada e deveria enviar todos os meus documentos via googleforms… me animei né. Mas ainda fiquei com o pé atrás.

Hoje fiquei bem chateada, arasada mesmo já que perdi bastante tempo fazendo tudo o que dizia as instruções e a mulher do RH me respondeu dizendo que havia sido um erro do sistema deles.

Que organização do cão é essa!!!

Depois dessa nem sei mais…. não consigo nem me animar, sério..difícil viu!

Ah e a menina que trabalhava comigo que me bloqueou… gente do céu! Coisa que nunca fiz na vida foi bloquear alguém em aplicativo nenhum. Só se for gente que não conheço.

Essa pessoa mandava até umas vagas pra mim e tava me ajudando de certa forma… mas por algum motivo que desconheço essa fdp me bloqueou.. mas enfim, se for ver é livramento. Preciso acreditar nisso pra tentar entender. Nunca fiz nada para ela mas talvez o contrário seja verdade, fico pensando que talvez ela tenha um dedinho na minha demissão.

Oremos! Que todas as amigas da onça recebam tudo o que nos desejam!

 

Portfólio

1

Bom, as coisas andam estranhas, aí a gente tem que se reinventar né..Fiz um portfólio dos meus trabalhos, porque preciso trabalhar. Tá fogo!!!

Eu envio currículo e nada.. não acho que o meu seja ruim! Afinal são muitos anos de experiência… mas agora só querem contratar gente inexperiente e barata. Bem difícil!

Bom de qualquer forma, eu estou tentando de tudo. Correndo atrás do prejuízo… preciso de uma chance…e quem não precisa, não é?

https://carolinesuiterportfolio.wordpress.com/

Retrospectiva de 2018

giphy
Não sei se vale a pena fazer uma retrospectiva deste ano, foi tão bleh que dá vontade de passar reto.

Mas de qualquer forma até serve pra eu refrescar a minha memória.

Bom, o ano começou com péssimas notícias, virei estatística. Fiquei sem emprego depois de 7 anos e pouco. Foi chocante e triste.
Logo em seguida me inscrevi num curso de espanhol, para não gastar o $$ com bobagens. Organizei  muito bem a minha vida para não gastar de mais, e não fazer nada de útil. Foi um aprendizado.

Me cadastrei em diversos sites de vagas de empregos, mas não tive retorno. Foi bastante frustrante. De junho a setembro fui a uma entrevista real e fiz uma de 10 segundos via skype, mega frustrante.

No final de agosto e começo de setembro fiz uma viagem bastante animadora, já que em 10 anos de namoro, praticamente nunca fizemos uma viagem para mais longe. O roteiro foi meio inusitado: Monte Verde, São Thomé das Letras, Monte Verde e Maresias.

No final de setembro finalmente fui chamada para uma entrevista real. Eu nem tinha enviado meu currículo para a vaga, mas acabaram me chamando, isso foi bem interessante. Fiquei animada e passei na entrevista. Comecei a trabalhar no começo de outubro, foi estressante, pois eu não sabia como lidar com aquele tipo de exigências. Fiquei me sentindo muito mal. Depois de um tempinho, apesar de estar tudo entrando nos eixos, mesmo depois de ter ido trabalhar de sábado e ficado até tarde trabalhando, me dispensaram.

Ou seja, comecei e terminei esse ano desempregada. Péssimo.

Teve várias outras coisas aí no meio. Fiz um curso no Senac e também um de Revisão. Revi pessoas conhecidas e conheci novas pessoas. Além de ter tido Copa do mundo e o Brasil ter sido um fracasso, de novo, ainda teve eleição e muita briga por política.

Teve até rato dentro de casa, na páscoa. Rato da páscoa…kkkk

Meu irmão casou mas a notícia mais diferentona do ano foi, que em breve serei tia avó! É isso mesmo!

Então agora é correr atrás do prejuízo. Estou tentando umas oportunidades como revisora e tradutora freelancer.

Um ótimo 2019 para todos nós!

Um dos textos mais engraçados da net

giphy

Hell or heaven?

Este é um dos textos mais engraçados que já li na internet. É antigo mas pra mim é sempre atual, e engraçado. Achei que esse texto eu já havia postado por aqui, mas não achei. Portanto, leia e divirta-se, pra quem não entende: trata-se de ironia, brincadeira, piada, se não gosta, por favor não leia!

Derrocada do Emo Transviado

Pastor Silas, não nos conhecemos pessoalmente ainda, mas sou um grande admirador do seu trabalho. Meu nome é Rodrigo, morador da cidade de Sorocaba, no interior de São Paulo.

Sorocaba é uma cidade maravilhosa, não tão grande ao ponto de sofrer com a criminalidade, mas nem tão pequena ao ponto de ocorrerem abominações como casamentos entre primos ou sexo com animais, como acontece em Votorantim, cidade anã-vizinha.

Como todo Sorocabano, sou fiel torcedor do São Bento, time que graças a Deus, a poucos anos passou da terceira para segunda divisão, que nos brinda com tantas glorias e orgulho!

Também faço parte, assim como toda minha família, do abençoado rebanho do Pastor Gedeão, voz ativa da Igreja Internacional aqui em Sorocaba.

No ano passado, ocorreu um episodio muito triste em minha vida. O demônio tentou se infiltrar em minha família, através do nosso elo mais fraco…Paulo, meu sobrinho de 15 anos.

Eu sempre fui muito ligado ao meu sobrinho. Alem de ser seu padrinho, ajudei até mesmo na escolha de seu nome, já que é o mesmo nome do meu apostolo favorito, e também do meu integrante favorito dos Beatles (Paulo McCartney). Por isso, este caso me abalou tanto.
Paulo era um garoto bom, educado e gentil. Ajudava velinhas a atravessar a rua e ia freqüentemente a igreja comigo. Mas sem mais nem menos, ele mudou da água para o vinho, mas não da forma milagrosa como nosso senhor Jesus Cristo fez na Galileia…de uma forma profana, do tipo que só o Capeta poderia fazer.

Meu sobrinho começou a vestir roupas negras com estampas coloridas, alisar o cabelo e usar franja, pintar as unhas e vez ou outra, até passar maquilagem no rosto. Voltava para casa tarde da noite, chorava pelos cantos e ouvia musicas que falam sobre sentimentos no ultimo volume dos falantes do Micro Hi-Fi System da marca LG que o dei de presente de 13 anos

Perguntei para minha irmã se ela sabia porque desta mudança, e ela me disse que queria dar espaço para ele, não invadir a privacidade. São atitudes erradas assim que fazem o diabo roubar nossas crianças.

Eu o chamei para uma conversa de homem para homem (se ainda fosse possível chamá-lo assim) e perguntei claramente:

Paulo…você virou *****?
– Nhaum tiuu! Euu xou Emo!!! (desculpem pela escrita, estou tentando transcrever o linguajar que o rapaz utilizava).

– Emo??? Mas isso não é o mesmo que *****???
– Nhaum Nhaum! É diferentão!!!
Fiquei aliviado depois dessa conversa. Ao menos meu sobrinho não tinha se tornado homossexual, mas mal sabia eu que ser Emo era tão ruim quanto, ou pior!
Comecei a pesquisar sobre quem eram esses tais Emos com membros da minha igreja, se eram algo saudável para meu sobrinho fazer parte ou se tinham alguma ligação com o demônio…e nada poderia me preparar para minhas descobertas.
Quando o pastor Gedeão me ouviu perguntar sobre Emos, ele fechou o rosto, e pareceu muito preocupado. Ele fez o sinal da cruz cinco vezes seguidas, beijando a mão entre cada uma delas, quando contei que meu sobrinho havia se tornado um dos membros dessa seita.

– Rodrigo, você tem que tirar seu sobrinho desta vida imediatamente!
– Mas porque, pastor? Ele me jurou que não é o mesmo que viado…
– É muito pior! Os Emos são ainda mais ligados a Satanás do que os homossexuais!
Eu não podia acreditar no que estava ouvindo. Enquanto eu temia pela masculinidade do meu sobrinho, na verdade, a alma dele é que estava em perigo esse tempo todo. O pastor Gedeão passou a me revelar toda verdade por trás dessas crianças endemoniadas.

* Ele me revelou que o nome Emo vem de Demo, que só tiraram o D porque é a letra que começa a palavra Deus.
* Que eles choram tanto porque estão se distancia do Espírito Santo.
* Que usam franjas sobre um dos olhos para que sejam mais facilmente iludidos e cegados pelo Demônio.
* Que usam apenas tênis da marca All-Star por conterem pentagramas desenhados nestes, um símbolo pagão de Lúcifer.
* Tudo neles é ligado ao Coisa Ruim, mesmo o uso exagerado da letra X na escrita e na fala, ocorre em função dessa letra fazer parte do nome de vários diabos da Umbanda, como Exu, Oxalá, Orixá e Xangô!

Fiquei desesperado e fui correndo até a casa da minha irmã para alertá-la. Ela e o marido não estavam, e eu ouvi uma musica muito alta vindo do quarto de Paulo. A musica era horrível, e dizia na letra palavras profanas e demoníacas, com um refrão que dizia “Hell Come To My Life” (para quem não se formou no CCAA como eu, traduzo: “Inferno, Venha Para Minha Vida”).
Prontamente, enfiei o pé na porta do quarto dele, a abrindo violentamente. Paulo se assustou, caindo para trás:

– Tiuuu! Que xuxto!

– Assustado fico eu do meu sobrinho estar ouvindo musicas do diabo!

– Du diabu??? Mas Tiuu, Simple Plan é du beiiim!

– Do bem o ******* pivete! Acha que eu não ouvi essa historia de chamar o inferno para a vida???

– O sinhour tendeu tudu raduuu! É “Welcome To My Life”, não “Hell Come To My Life”!!

– Eu sei o que eu ouvi! Mas vamos tirar isso a limpo…pega o encarte do CD para eu ver a letra.

– Num tenhu encarti! Eu baixxei u MP3!

Aquilo foi a gota d’água. Baixar? Igual no terreiro? Satanista e ainda por cima ligado a Umbanda? Era demais para mim. Mandei o garoto ir para o carro, que eu ia levá-lo para o pastor Gedeão tirar o demônio do corpo dele. Ele falou que não iria, e que eu não podia obrigá-lo.

Eu sei que o uso de força bruta é condenável na maioria dos casos, mas não quando um homem tenta salvar um ente querido da danação eterna no inferno. Golpeei a cabeça de Paulo algumas vezes, que rapidamente começou a chorar. Ele tentou se agarrar a um dos pôsteres de bandas que tinha na parede de seu quarto (Emexizeiro ou algo assim) enquanto eu lhe puxava para o carro, e o fiz com tanta força, que aquela imagem pagã de rasgou em suas mãos.

Eu o joguei no banco de trás do carro logo após o atingir mais algumas vezes no rosto, para perder a consciência. Disparei com minha Fiat Elba 4 portas 1.5 à álcool e rodogás, pedindo perdão à Deus em cada farol vermelho que cruzava, indo direto para a Igreja.

O pastor Gedeão me acalmou, falando que apesar de ter quebrado o nariz do rapaz, provavelmente graças a mim a alma imortal dele estaria salva. Gedeão começou a exorcizar o garoto, algo que levou horas e horas, pois o diabo não queria deixar seu corpo, se agarrando em sua franja, tênis com pentagrama e cinto de rebites.

Mesmo com a dificuldade, Gedeão não desistiu, e finalmente, após uma tarde inteira, Paulo foi curado. Hoje em dia voltou a ser um menino normal, que se veste como homem e se interessa por futebol, Jesus e garotas (mas lógico, só as da congregação e não as promiscuas).

O pastor Gedeão me pediu para escrever esse acontecido e enviar a você pastor Silas, pois ele sabe da sua luta em alertar a sociedades dos subterfúgios do Capeta para dominar e enganar inocentes. Boa sorte em sua luta pastor, e continue salvando nossas crianças!

Fé a todos!

Rodrigo Guilhem

Este texto era do link abaixo, mas o blog não existe mais!
http://igrejainternacional.wordpress.com/2009/06/21/a-derrocada-do-emo-transviado/