doenças

Doenças 2

Eu estava relendo o meu último post e eu mesma achei que não fui muito clara com o que quis dizer, infelizmente eu tenho esse programa problema de falar/escrever e não chegar a uma conclusão. O que eu queria “concluir” era a minha opinião, sobre como nós mesmos adoecemos o nosso corpo e mente. Queremos tanto ser saudáveis, tomar remédio pra isso ou aquilo que no final, o remédio nos faz mais mal do que a doença, muitas vezes isso ocorre.

A nossa mente é adoecida/envenenada por acharmos que tudo é problema sem solução. Felizmente não é.

Um exemplo, fiz este post aqui, no outro blog, e cheguei a seguinte conclusão, se eu tivesse me cuidado mais, talvez eu não precisasse operar… mas quem vai saber afinal?

Logo depois da cirurgia eu tive que tomar antibiótico para prevenir qualquer tipo de infecção, mas ele me deixava estranha… tipo, parece que matava a flora intestinal, então ele matava o que era bom e o que era ruim também.. muito louco isso.

Eu estava lembrando do livo da Louise Hay, Você pode curar sua vida, (não é publipost), e lá tem algumas doenças que dizem que nós mesmos criamos, eu acredito nisso, e é bem possível que parte do que me ocorreu este ano foi decorrente de pensamentos tóxicos e doentes.

Enfim, só esclarecendo pensamentos

Anúncios

Doenças…

Uma coisa que sempre me faz pensar bastante é sobre como surgem as doenças e como nos últimos anos muitas pessoas têm doenças e como muitos animais têm doenças também. Quer dizer, desde que existe a humanidade existem doenças, mas parece que a modernidade traz mais doenças, já reparou?

PRA MIM, que fique bem claro que se trata de opinião exclusivamente minha, o nosso meio ambiente nos causa doenças, sejam o stress ou l.e.r´s (não sei qual o plural de LER). Claro que muita coisa pode vir da genética, mas muita coisa “nós mesmos criamos”. Eu acredito muito nisso, e hoje fiquei muito preocupada com uma amiga minha. Ela é mais jovem que eu, está tentando emagrecer, como muitas de nós. Ela foi num médico ortomolecular, e me parece que no começo tudo funcionou bem, ela tomou alguns remédios e foi se sentindo bem. Aí depois me parece que ela quis emagrecer ainda mais e disse que tinha um remédio ótimo pra isso, que a sensação era de ter feito cirurgia bariátrica e tal. Na verdade desde que conheço ela, ela fala de remédios e outras coisas para emagrecer, mas ela NUNCA falou em se exercitar ou de reeducação alimentar. Salvo algumas exceções, todos nós sabemos mesmo o que é bom, mas nem sempre colocamos em prática.

Eu mesma estava tentando pelo método mais simples, tomar remédio, só que depois de um tempo eles não fazem mais efeito, e normalmente engordam o dobro.. graças a deus isso não ocorreu, pois eu fui me exercitar e estou tentando me reeducar na alimentação, não é fácil e não vai acontecer de um dia para o outro, afinal não engordei da noite para o dia.

Espero que o remédio a ajude a ter saúde novamente.

Zombie Mode On

Well, tem épocas em nossas vidas que fica tudo meio conturbado. Estou numa fase dessas, e não está sendo fácil!

A minha avó está doente, e não sei se o diagnóstico dado pelos médicos é confiável, pois dependemos do serviço público. Não é só pela falta de grana não..mas também não sei explicar por que não se procura um médico particular. Enfim, depois de um mês que a minha avó teve alta do hospital com o diagnóstico de Cirrose hepática Alcóolica – ela nunca bebeu – ela teve que voltar, porque tava com outro problema.

Não foi fácil descobrir o que ela tinha, num primeiro momento fomos a um hospital particular( Hospital Alvorada) eu achei que seria bem tranquilo. Mas não, pois eles começaram a falar em operação.. isso sairia caro (note que mesmo indo num hospital particular, eles não sabiam o que ela tinha). Fomos obrigados a levar num público (Hospital Geral da Pedreira). Ela ficou quase uma semana na enfermaria.. que pra ser sincera é horrível. Quando ela foi pra um quarto o ambiente era bem melhor, tranquilo! Depois de quase 2 semanas, diagnosticaram como Diverticulite.

Ontem eu tinha que pagar o boleto do primeiro hospital. E eu usaria recursos de uma poupança da minha avó. Ela está melhor financeiramente que eu. Só que por incrível que pareça ontem a lady Murphy me atacou logo que saí do serviço.
O cartão da conta bloqueou sem eu ao menos digitar a senha- Bradesco #fail- aí pensei.. me ferrei, eu pago vou ficar no vermelho.. mas pelo menos elimina essa coisa chata. Estava na catraca do metrô e descobri que o meu crédito do bilhete único tinha acabado.
Detalhe, tava sem grana alguma!

Tive que voltar para a rua, que tava inundada de água suja e gente que não andava. Corri no caixa eletrônico pegar dinheiro e só consegui chegar em casa pra fazer o pagamento do boleto bem em cima da hora.

Não me lembro de ter dormido esssa noite, a minha avó fica chorando a noite toda.. e quando vou ver se ela tá com dor, ela diz que se sente mal.. apenas isso. Aí quando estou virando um zumbi a minha avó fala: E você sempre de mal humor…poxa, dá vontande de xingar!