música

Chorando se foi

Antes de mais nada quero ressaltar que eu até aturo filmes toscos.., mas tudo tem um limite.

Hoje eu tava aqui em casa, dando um tempo para ir na segunda entrevista do dia, e passou um filme que eu nunca tinha visto antes.
Lambada, a dança Proibida ou no original The Forbidden Dance. Não vi o começo do filme pois tava cochilando, mas o enredo era +- o seguinte. Uma princesa índia (?) da amazônia foi pros estados unidos pra evitar que desmatem a amazônia, foi o que eu entendi, mas não sei porque cargas d´água ela se inscreve nos concursos de dança.

Eu sinceramente nunca vi um índio ou índia dançando lambada.. e mais ter um bundão ao estilo Jennifer Lopez. Aí fui pesquisar na internet pois as músicas eram de lambada, mas o estilo.. já podem imaginar qual era.. Salsa ou merengue, coisas bem latinas mas não necessáriamente brasileiras. O mais intrigante irritante é que queriam mostrar algo “brasileiro” e nem a atriz era brasileira, é mexicana, aí não dá.

 Aí a mulher ainda diz: Ah, você é brasileira, então você sabe dançar.. todos os brasileiros dançam #eurialto.

No filme ainda mostrou um protetor da tal princesa, que por algum acaso de chamava Nisa (??) e o tal cara era um índio Xamã, hello!

Me lembrei também da época que a gente se juntava na garagem de casa e dançava LAMBADA! Era divertido,  foi uma fase, e passou. Até a gente que não tem nada de dançarina nata, dançava mais que os caras do filmes.

Segue aí o clipe original da música do Kaoma, e pode ver que os clipes relacionados no youtube são todos de músicas chicanas, não tem nada a ver.

No hablamos español

Sobrinha se revelando

Tá certo que o vídeo é amador e a Giulia está começando, mas corujices a parte eu amei!

Tia coruja é isso aí! A criançada hoje em dia já se vira no pc, ela gravou e colocou no youtube, imagina que nessa idade eu brincava de bonecas ainda.. eheheh

A vida contada por músicas…

ou seria cantada…
nada pode ser mais verdadeiro do que que isso. Fazia tempo que não ouvia essa música e quando eu ouvi, me identifiquei pois agora, depois de um ano the guy from outer space, acha que vai me reconsquistar com palavrinhas bonitas. Então tá e eu sou o bozo!

Aí logo depois disso, eu tive um momento meio bitch, aliás, será que esse momento pode ser “meio”? E a música que identifica isso é essa, ah e tem essa aqui também, que vou colocar em vídeo que é mais legal!

e por hoje é só pe-pessoal!