Considerações sobre a gripe suína

Recebi o email de um amigo, e repasso, acho importante!

Este e-mail foi escrito pela Márcia, uma amiga minha que é bióloga e trabalha na escola de medicina de São Paulo.
————-
Oi Márcia.

Gostaria de pedir um favor, tenho vários amigos e amigas que praticamente estão histéricos por causa da gripe suína, tanto que tem uma que só vai deixar o filho voltar na escola depois que a gripe acabar.

Você poderia fazer um pequeno texto, sobre a verdade desta gripe e sobre o tal tamiflu, para eu enviar para eles?

Pois eu sei que posso confiar em você em vez das “notícias e declarações do governo” sobre ela.

Obrigado.
————

Oi Zé Paulo,

Bom, o que o Governo diz está absolutamente certo… o H1N1 e uma espécie de vírus semelhante ao Influenza que nos ataca todos os anos no inverno.
Não há motivos pra pânico, as pessoas morrem muito mais de gripe comum, pneumonia e tuberculose do que dessa gripe.
Não devemos acreditar em “teorias de conspiração”, ninguém inventou esse vírus e nem a indústria farmacêutica soltou ele por aí pra ganhar dinheiro, esses epidemias acontecem e devemos nos precaver com seriedade.
A gripe suína só tem o caráter de pandemia porque está infectando pessoas no mundo inteiro ao mesmo tempo e não porque tem grande letalidade.
Eu fico muito preocupada com as pessoas que só acreditam em tv e jornalistas que entendem tanto de vírus quanto eu entendo de física quântica, acho que o povo ainda é ignorante demais, deveriam ler ao invés de ficar na frente da televisão.
Obviamente que todo cuidado é pouco, temos que lavar as mãos o tempo todo e evitar lugares lotados porque o Governo não tem leitos pra todo mundo no caso de aumentar a procura nos hospitais públicos, esse é o motivo de manter as crianças longe das escolas, evitar o maior contato possível.
Tenho uma colega de trabalho que contraiu o vírus na Argentina e ficou uma semana em casa se hidratando e isolada no quarto dela pra não contaminar ninguém, não precisou tomar Tamiflu ou qualquer coisa parecida porque ela não estava no grupo de risco (crianças pequenas, grávidas, idosos, imunodeprimidos e portadores de doenças pré-existentes). Minha colega voltou trabalhar há duas semanas e está ótima.
Outra coisa importante, não se deve tomar Tamiflu ou qualquer outro medicamento se não tiver a doença… os vírus em contato com o medicamento podem ser tornar mais resistentes à ação desses remédios.
Finalizando, devemos tomar cuidado como sempre, lavando exaustivamente as mãos, evitar lugares lotados, arejar nossas casas, abrir janelas de ônibus e metrô, alimentando-se direito, e se possível sempre usar álcool gel nas mãos.

Abraços

Márcia

Anúncios

One comment

  1. Olá,
    As informações acima estão corretas. É muito importante não fazer uso indiscriminado do Tamiflu, pois assim, o remédio pode fazer com que o vírus sofra mutação e desenvolva resistência ao remédio. O Tamiflu só deve ser utilizado quando prescrito por médico.
    Vale ressaltar que os sintomas podem ser tratados com
    outros medicamentos, que também devem ser prescritos por um médico.

    Para mais informações, acesse o portal Influenza: http://portal.saude.gov.br/portal/saude/profissional/area.cfm?id_area=1534

    Recomendamos que em casos de dúvidas a pessoa entre em contato com o disque Saúde 0800-61-1997.

    Para mais informações:
    fernanda.scavacini@saude.gov.br.
    Assessoria de Comunicação
    Ministério da Saúde

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s