Mês: Dezembro 2007

Sobrevivendo

Pois é ontem já não estava sendo um bom dia, e recebi outra bomba.. anunciada, mas foi duro ler todas aquelas coisas…mas creio que dessa forma tenha sido bem melhor… pelo menos voltei a normalidade com a tal pessoa… enfim nem sempre a vida é como gostaríamos que fosse.

Comi 2 pedaços de chocolate e até que fiquei mais calma.

De noite teve a festa de confraternização da empresa, foi bem legalzinho… me senti um pouco deslocada, por ser nova na empresa e também porque lá só tinha mais gente do outro andar.. ou seja diretoria! Mas foi bem legal… aproveitei e tomei uma garrafa de pró-secco, aos poucos lógico….o jantar estava divino e o presidente da empresa até me serviu… ahahaha comi muito…

Tá bom, confesso que acordei de ressaca… mas não fico muito mal.. só tonta e com sede.. eheheh mas já passou….

Então é isso…a gente a te´consegue se divertir nessa vida dura de peão.. ehehehe

Irritação Indigna

Apesar de ter tido um fim de semana relativamente animado.. acabei me irritando com alguns comentários… alguns inocentes, talvez mas que me fazem ter cada dia mais raiva da situação que me encontro.. sem MEU espaço.

Sexta foi uma catástrofe particular que se abateu sobre mim… ainda bem que os outros.. espero não tenham notado a palhaçada que eu fiz… fora beber de mais.. mas  como já paguei um king kong pelo msn… não repetirei as palavras aqui… me dão vergonha!

Sábado, após a sessão nerd (Jedicon2008), fui a um barzinho chamado Caldeirão da Vila, não sei dizer onde era exatamente.. mas sei que me diverti.. mais do que esperava.

Domingo foi o dia da irritação mesmo, fui num almoço de uns conhecidos de minha avó.. a comida estava muito boa.. já a minha animação nem tanta.. a minh avó falou que eu não paro em casa, deu vontade de gritar assim: porra, eu fiquei 8 anos em casa.. sem ver o que se passa lá fora (a verdade, assim como a mentira estão lá fora) então eu preciso aproveitar a minha vida….. mas eu sorri e falei: pra que vou ficar em casa? – DEve ser pra ficar chorando as pitangas… pqp.. fiquei muito brava.. e mal ao mesmo tempo.. quer dizer que depois de um longo relacionamento.. só porque fz pouco tempo que rompi, tenho que ficar em casa? Acho que não….

Mais tarde fui na minha tia e ela soltou umas farpas pra cima de mim também.. o que não me contive e chorei de raiva. Chorei, porque não consigo fazer o que eu tenho que fazer – pegar as minhas coisas… o que sobrou – e além de tudo ela queria que eu desmarcasse um almoço com amigos pra ir lá na casa do meu ex buscar as coisas. Eu disse que não.. nem que eu tenha que pedir pra sair ao meio dia um dia desses.. eu não desmarco esse almoço, porque apesar de serem amigos que conheci na internet (um dia farei um post), foram eles que me deram um verdadeiro apoio moral, principalmente no pós-rompimento. E são esses amigos que eu quero ter por perto.. pra sempre!

Enfim é isso.. quem sabe eu me animo e escrevo mais depois de desabafar tudo isso…

Eu gosto…

Quando acham que sou mais nova que a minha irmã.. não sei se acham que ela é mais velha pelo fato dela já ter 2 filhas.. eu me sinto o máximo…. 

.flickr-photo { border: solid 2px #000000; }
.flickr-yourcomment { }
.flickr-frame { text-align: left; padding: 3px; }
.flickr-caption { font-size: 0.8em; margin-top: 0px; }

Gigi e Cris, upload feito originalmente por AlienGirl.

Cris, 28 anos – Gigi, 9 meses

.flickr-photo { border: solid 2px #000000; }
.flickr-yourcomment { }
.flickr-frame { text-align: left; padding: 3px; }
.flickr-caption { font-size: 0.8em; margin-top: 0px; }

Gigi e Eu, upload feito originalmente por AlienGirl.

titia, com 30 anos…

Todo Bebum já…

Como parece que na blogosfera a moda é vasculhar o blog alheio para descobrir quem namora com quem e escrever guias de como arrumar uma bimbada, vou falar de algo que eu nunca li por aí, mas não nego que já tenha sido escrito. Não sei se nerd bebe, mas tem algumas coisas que só um alto teor alcólico pode promover…

1. Todo bebum já acendeu o cigarro ao contrário;
2. já fez xixi nas calças;
3. já procurou um matinho;
4. já vomitou no pé de alguém;
5. já largou a bebida, só não lembra onde;
6. já caiu de quatro na balada;
Ou seja, todo bebum já pagou um king kong por aí!!!

Bebo não nego, paro quando o álcool acabar…